sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

ALUNOS DO 5.º ANO ESTREIAM-SE NA «LEITURA EM LINHA»

No passado dia 22 de fevereiro, os alunos das duas turmas do 5.º ano ficaram a conhecer mais uma atividade de leitura da nossa biblioteca escolar.

Desenvolvida numa parceria entre a BE e a professora Filomena Gonçalves, que leciona a disciplina de Português, a atividade «Leitura em Linha» pôs à prova o conhecimento dos nossos alunos sobre a obra A Viúva e o Papagaio, de Virginia Woolf, que foi integralmente estudada em sala de aula.

Respondendo alternadamente a cada uma das trinta questões, os alunos foram conquistando peças, que colocaram no jogo «4 em linha», registando-se vários vencedores. No entanto, mais importante do que conseguir colocar quatro peças em linha (na vertical, na horizontal ou na diagonal) foi o notável desempenho da maioria dos alunos, quer ao nível dos conhecimentos, quer no que diz respeito às atitudes e valores.


MIÚDOS A VOTOS 2023-2024: «O MONSTRO DAS CORES» ESTÁ À NOSSA PORTA!

A Turma B2 (2.º ano da Escola EB1 n.º 2) está em campanha para «Miúdos a Votos» e a porta da sua sala ficou «vestida a rigor» pelo Monstro das Cores, de Anna Llenas,

Todos os alunos fizeram o seu MONSTRO. Fizeram também «potes de sensações», que distribuíram pelos colegas da escola.

O trabalho continua! Ficamos a aguardar mais novidades!


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

ESTÓRIAS DA HISTÓRIA - «SÉC. XII - NASCE UMA NAÇÃO»

 

O pequeno livro Séc XII - Nasce uma Nação, da coleção «Portugal: 10 séculos, 10 histórias» leva-nos, como o título deixa adivinhar, numa fantástica viagem no tempo, até ao século XII, quando o nosso país ainda não existia.

Pouco a pouco, e como quem ouve uma história contada por um tio, vamos descobrindo o que aconteceu naquela época e como surgiu o nosso país.

Querem embarcar nesta viagem?

Então, vamos lá, meninos e meninas do 5.º ano!
Juntemo-nos ao Jorge, aos seus amigos e ao seu tio Zé e viajemos até ao reinado do nosso primeiro rei: D. Afonso Henriques.

 E, depois da leitura, podemos verificar aquilo que aprendemos. Para isso, basta jogar.





PROBLEMATIK 2023-2024: VENCEDORES NO 1.º PERÍODO

A atividade online PROBLEMATIK, desenvolvida numa parceria entre a biblioteca escolar e o departamento de Matemática e Ciências Experimentais, continua a apelar à concentração,  à persistência e à capacidade de raciocínio dos nossos alunos e demais comunidade educativa.

No 1.º período, foram publicados quatro novos desafios que totalizaram 339 participações.

Contabilizadas as participações e a pontuações obtidas, identificaram-se os vencedores que a seguir se indicam.

Ficamos a aguardar que os vencedores se dirijam à biblioteca escolar para levantarem os seus prémios.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024

ESTÓRIAS DA HISTÓRIA: «SÉC. XIX - UM REI, DOIS REINOS»

 

A atividade «Estórias da História» apresenta-nos mais um episódio dos curiosos irmãos, Marta e Jorge! Desta vez, sobre o nosso país irmão: o Brasil!  

Após uma viagem da tia Mariazinha, os dois irmãos vão aprender mais um pouco sobre a nossa história.

Pelas palavras da tia, vão descobrir que os portugueses sempre gostaram muito do Brasil e que, no tempo do Rei D. João VI, a família real esteve lá a viver.

Será que foram de férias como a tia Mariazinha? Ou terão ido por outros motivos?!  

Vem descobrir tudo no livro Séc. XIX - Um rei, dois reinos, da coleção «Portugal, 10 Séculos, 10 Histórias» e testa os teus conhecimentos no final, num divertido jogo no wordwallClica aqui.




segunda-feira, 5 de fevereiro de 2024

LEITURAS E TEATRO 2024: A ODISSEIA CONTINUA!

Já não é novidade a deslocação dos nossos alunos do 6.º ano a Lisboa para assistirem a uma representação teatral de uma adaptação da obra Ulisses, de Maria Alberta Menéres, cuja leitura orientada é feita em sala de aula na disciplina de Português.
É uma sessão de teatro diferente, que associa a representação presencial, em palco, à tecnologia digital, remetendo o Olimpo para uma dimensão virtual, onde os deuses se divertem a controlar o regresso de Ulisses a Ítaca, num cruel jogo de consola. Entre deuses coadjuvantes e oponentes, Atena, a deusa protetora, lá se vai impondo e o nosso herói consegue, finalmente, concretizar o seu objetivo.

Mas antes deste encontro com as personagens da Odisseia, os nossos alunos cruzaram-se com muitos e diferentes animais marinhos numa fantástica vista ao Oceanário de Lisboa. Aqui, porém, não houve sobressaltos nem obstáculos a condicionar o percurso nem seres estranhos a intimidar os visitantes. E a visita fez-se de forma tranquila, pautada pelo deslumbramento e pela curiosidade.




Fotografias: Prof. Filomena Gonçalves

PROGRAMA DA VISITA




sexta-feira, 2 de fevereiro de 2024

PROBLEMATIK 32 - ROUPAS DE INVERNO

No dia do seu aniversário, a Maria recebeu quatro blusas de cores diferentes: rosa, vermelha, lilás e amarela. Também recebeu três calças, de cores distintas: azul, cinza e preta. 

No início do mês de fevereiro, ela começou a fazer combinações com as suas novas roupas para levar para a escola. 

Quantas combinações diferentes poderá a Maria fazer?


Achas que és capaz resolver esta situação problemática? Parece bem fácil!

Deixa a tua resposta no formulário que te disponibilizamos. Clica aqui.



terça-feira, 30 de janeiro de 2024

CONCURSO «PARES DA LEITURA» 2024: VAMOS A ISSO?

 

Reconhecido o inegável contributo do Concurso Pares da Leitura para a promoção da leitura e para o desenvolvimento das competências leitoras, a Biblioteca Escolar e o Departamento de Línguas do Agrupamento de Escolas de Monchique voltam a organizar, pela 14.ª vez, mais uma edição deste acarinhado concurso, numa estreita parceria com a Junta de Freguesia de Monchique, entidade que financia a aquisição de obras e a atribuição de todos os prémios.

            O regulamento do concurso já está a ser divulgado junto dos alunos do 2.º ciclo, bem como dos seus encarregados de educação, que são convidados a apoiar a iniciativa, incentivando a participação dos seus educandos, e desafiados a intervir como concorrentes.

Recordamos que, neste concurso, dirigido exclusivamente às turmas do 2.º ciclo, cada aluno convida um adulto (pai, mãe, irmão mais velho, outro familiar, um amigo, um professor, um funcionário da escola…) com quem forma par, pelo que é importantíssimo contar com a colaboração de toda a comunidade educativa. Caso um aluno queira concorrer, mas não consiga constituir par, a Biblioteca Escolar encontrará uma solução que viabilize a sua participação.

            Na primeira fase, que se prolongará até ao dia 12 de abril, os alunos terão de ler O Dragão, de Luísa Ducla Soares, e os adultos, 35 Quilos de Esperança, de Anna Gavalda, obras que podem ser requisitadas na Biblioteca Escolar.

            Por agora, é só constituir um par, fazer a inscrição, ler a obra indicada e participar!

            Vamos a isso?

segunda-feira, 29 de janeiro de 2024

«LEITURA EM LINHA» TRAZ ULISSES À NOVA BIBLIOTECA!

 

O novo espaço da biblioteca escolar recebeu hoje os meninos e meninas das duas turmas do 6.º ano, que aqui vieram pôr à prova o seu conhecimento da obra Ulisses, de Maria Alberta Menéres, em mais uma edição da atividade «Leitura em Linha».

Os alunos estavam já familiarizados com esta atividade do nosso agrupamento de escolas; sabiam, portanto, que era imprescindível ter feito uma leitura cuidada do livro e ter acompanhado as aulas com muita atenção. 

Além disso, era muito importante estar concentrado, ouvir atentamente as questões e responder acertadamente para obter a peça que seria colocada no jogo «4 em linha». Havia ainda que saber respeitar as regras e o «adversário» e saber gerir a frustração quando as coisas não corriam bem.

É verdade que os alunos traziam uma enorme vantagem, pois, na passada quinta-feira, dia 25 de janeiro, haviam assistido, em Lisboa, a uma representação teatral de uma adaptação desta obra. Não obstante, isso em nada ofusca o excelente desempenho da maioria dos alunos no que diz respeito ao conhecimento e domínio do texto de Maria Aberta Menéres
E quanto às atitudes? Salvo uma ou outra situação pontual, não há reparos a fazer e as turmas estão, ambas, de parabéns!

BIBLIOTECA ESCOLAR JÁ FUNCIONA NUM NOVO ESPAÇO!

A biblioteca escolar da Escola Básica Manuel do Nascimento já mudou de local e está agora instalada num espaço provisório, um contentor, até que as obras de remodelação do Bloco A estejam concluídas.
            É um espaço amplo, mas harmonioso e confortável, arejado, com muita luz natural e uma vista agradável, propício a atividades quer individuais quer em grupo/turma.







Há ainda muitos livros e outros materiais para transportar e imensas coisas para organizar, mas a biblioteca já está aberta diariamente, entre as 8h30 e as 17h00, ao serviço da comunidade, e as opiniões dos nossos alunos não podiam ser mais animadoras.

Venha daí, venha visitar-nos e usufrua daquilo que a BE tem para oferecer.


domingo, 28 de janeiro de 2024

MIÚDOS A VOTOS 2023-2024: «O PRINCIPEZINHO» JÁ ANDA PELA EB1 N.º 2!

 

A campanha eleitoral de Miúdos a Votos já começou no Agrupamento de Escolas de Monchique, mais especificamente na Escola EB1 N.º 2, na turma C2 (3.º ano), cujos alunos estão entusiasmadíssimos com O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry, um livro intemporal para ler com o coração, que já espalharam por toda a escola.

Esta obra é, segundo a turma C2, um livro que nos leva a…
- refletir sobre os valores da vida;
- ultrapassar preconceitos;
- contemplar e escutar as estrelas;
- descobrir o mundo dos afetos.

E os meninos e meninas revelam-nos o seu segredo: «Aprendemos que cativar é conquistar e requer responsabilidade». 




sábado, 27 de janeiro de 2024

27 DE JANEIRO: DIA INTERNACIONAL EM MEMÓRIA DAS VÍTIMAS DO HOLOCAUSTO

Assinala-se hoje, 27 de janeiro, o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, uma data implementada a 1 de novembro de 2005 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, com o objetivo de não esquecer o genocídio em massa, pelos nazis, de seis milhões de judeus e uma forma de educar para a tolerância e para a paz.

A data de 27 de janeiro foi escolhida para a celebração deste dia por possuir um significado especial: foi a 27 de janeiro de 1945 que teve lugar a libertação do principal campo de concentração nazi, Auschwitz, localizado na Polónia.

A biblioteca escolar associa-se a esta data, recordando um excecional trabalho produzido pelos alunos do 9.º ano, no ano letivo 2020-2021 e publicado na edição de abril de 2021 do Jornal de Monchique, num suplemento intitulado «Cadernos do Holocausto».

Para aceder ao trabalho, clique sobre a imagem que se segue.



sexta-feira, 26 de janeiro de 2024

EU, LEITOR(A), SUGIRO «A MINHA VIDA FORA DE SÉRIE - 1.ª TEMPORADA

 

Eu, como leitora, sugiro o livro A Minha Vida Fora de Série - 1.ª Temporada de Paula Pimenta, que mostra a adolescência de Priscila.

Os pais de Priscila acabam de se separar e, por esse motivo, ela muda de cidade com a sua mãe e alguns dos seus animais de estimação, deixando os restantes com o seu pai e o irmão. Ela não aceitou essa mudança, mas com as amigas, os desportos que praticava e as suas idas ao clube, aos poucos, tudo ficou melhor, até que apareceu um rapaz, o Marcelo. Priscila apaixonou-se, mas ele não era a pessoa com que ela tanto sonhava. 
Afinal, que caráter é que Marcelo tinha?

Quando as férias acabaram, ela sentia muito nervosismo porque a escola ia começar. Quando entrou na sala de aulas com as suas amigas, ao olhar para o fundo, viu um rapaz, o Rodrigo, muito parecido com o Marcelo. Começou a falar com o Leo, dizendo que nenhuma de suas amigas gostavam dele, nem do seu amigo Rodrigo.

Ao longo do tempo, a Priscila e o Rodrigo foram-se conhecendo. Foram trabalhar para abrigos de animais, até que aconteceram muitos acidentes com Priscila, o que acabou por juntá-los mais ainda. Mas, no fim, descobriu que Marcelo era irmão do Rodrigo. Marcelo ameaçou-a por namorar com o seu irmão e, com isso, a distância entre os dois, que se amavam, tornou-se cada vez maior. Rodrigo, ao revelar de onde o seu irmão a conhecia, deixou-a triste e sem reação, porque o seu irmão não tinha contado a verdade. Priscila, com medo, acabou por não denunciar a ameaça, e a mentira permaneceu entre eles. 

A cunhada de Priscila não desistiu e, para eles ficarem felizes, foi descobrindo e inventando maneiras de os juntar. Mandou uma mensagem ao Rodrigo a falar de tudo, mesmo tudo.

Na festa dos lençóis, na discoteca El Dredon, em que mandavam cartas secretas, havia responsáveis que recolhiam essas cartas anónimas e que, depois, iam à procura do destinatário. Priscila pensou que não ia receber carta nenhuma, mas entregaram-lhe duas cartas, eram poemas. O Rodrigo foi ter com ela e disse-lhe que tinha sido ele o remetente, fizeram as pazes e começaram a namorar.

Ao chegar o aniversário dos catorze anos de Priscila, juntou-se a família e os seus amigos e, claro, o Rodrigo, que lhe deu um gatinho branco, o Floquinho. Com tantos animais em casa, a mãe deu-lhe a novidade de que iriam morar numa casa maior.

Espero que tenham gostado! 

 

Margarida Lima António, 7.º A, n.º 12.


sexta-feira, 19 de janeiro de 2024

EU, LEITOR(A), SUGIRO «AVOZINHA GÂNGSTER ATACA DE NOVO»

 

Um dos melhores livros que eu já li chama-se Avozinha Gângster Ataca de Novo e foi escrito por David Walliams.

Este livro é a continuação de um outro, chamado Avozinha Gângster.
Fala de um rapaz chamado Ben, que ainda se está a habituar a viver sem a sua avozinha, uma profissional num jogo chamado Scrabble, uma apaixonada por couve e, o mais impressionante, uma grande ladra de joias, chamada Gata Preta.
Passado algum tempo, depois de a sua avozinha falecer, começou a haver alguns roubos dos tesouros mais extraordinários do mundo, roubados um a um. Então, Ben viu na televisão as pistas da polícia e todas apontavam para a Gata Preta, que era a sua avó.  Mas, se ela faleceu, quem seria?
O mais impressionante deste livro é que Ben descobriu quem era a ladra e o motivo que a levou a roubar os tesouros, sendo o principal motivo a adrenalina que a própria Rainha sentia ao fazer os roubos. 
Recomendo que leiam este livro, porque tem uma história cheia de aventuras e é muito divertido. E, tal como a Rainha sugeriu, devemos fazer sempre o que gostamos e, se queremos ser uma pessoa diferente, sejamos. 

 Martim Duarte, 7.º A, n.º 13. 


LÍNGUA APURADA: LAVA-SE OU LAVASSE?

 

Para exemplificar esta dificuldade de português, escolhemos o verbo lavar-se, apesar de esta confusão ocorrer também na conjugação de outros verbos. 
A diferença entre as duas formas apresentadas é uma diferença de tempo e modo verbal.

A forma lava-se corresponde à 3.ª pessoa do singular do verbo lavar-se no Presente do Indicativo. São, portanto, duas palavras, um verbo e o pronome se em posição pós-verbal.


Exemplos:
.

Quanto à forma lavasse, estamos perante a 1.ª ou a 3.ª pessoa do singular do verbo lavar no Pretérito Imperfeito do Conjuntivo, portanto, trata-se de uma só palavra. 
Este tempo e modo verbal é usado, entre outras situações,
 👉 na expressão da condição:   

👉 em orações completivas:


Recordemos, então, estes dois tempos verbais.

Ainda tens dúvidas na utilização destas formas?

Tenta, então, colocar o verbo na forma negativa. Caso o se mude de posição e passe para uma posição anterior ao verbo, isso significa que se trata de uma palavra diferente.

Podes ainda tentar ver qual é a sílaba mais acentuada da palavra.

Se a sílaba mais acentuada, ou mais forte, ficar imediatamente antes do som se, então escreve sse. Caso contrário, escreve -se.

Queres confirmar agora se percebeste a diferença?

Desafia-te e realiza o quiz que te disponibilizamos. Clica aqui.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2024

EU, LEITOR(A), SUGIRO «O SEGREDO DO RIO»

 

Não sou um grande leitor! Mas confesso que fico entusiasmado com alguns livros cuja história me interessa.
Quando leio um livro, gosto de imaginar o que está a ser contado, como se eu fizesse parte da história. Já li livros muito interessantes, livros divertidos, como os livros da coleção «O Diário de um Banana» ou «Max Crumblly», e também livros com mensagens muito interessantes, como O Homem que Plantava Árvores.
De todos os livros que li, do que mais gostei foi O Segredo do Rio de Miguel de Sousa Tavares. Este livro retrata a história de um menino e da amizade que ele desenvolveu com um peixe, uma carpa, que vivia num rio junto de sua casa. Nem os seus pais sabiam desta relação entre o peixe e o menino, de tal forma que os pais do menino estavam a precisar de comida e queriam comer a carpa. O menino demoveu-os dessa ideia, contou este episódio ao peixe e este encontrou na foz do rio um barco submerso com muitos alimentos. O peixe salvou a família do menino, o menino salvou o peixe e colocou uma placa junto ao rio, com a frase “Este rio tem um segredo e este segredo é só meu”.
Afinal a leitura traz-me boas  memórias...

Guilherme Nobre, 7.º A, n.º 8. 


quarta-feira, 17 de janeiro de 2024

ESCRIT@TOP.COM - TEXTOS DE OPINIÃO: BEM-ESTAR E SAÚDE MENTAL

DESAFIO:

    Atualmente, o bem-estar e a saúde mental de cada um de nós são constantemente postos à prova por fatores externos que podem condicionar as nossas ações e afetar o nosso equilíbrio emocional. 

    Escreve um texto de opinião bem estruturado, em que defendas o teu ponto de vista sobre a importância de manter uma boa saúde mental para vivermos em plenitude.

           TEXTO 1

A saúde mental e o bem-estar são muito importantes na atualidade. O equilíbrio mental é muito valorizado.
Na minha opinião, todos deveriam ter a oportunidade de ir a um psicólogo e partilhar como está a sua saúde mental, pois existem bastantes suicídios devido à má saúde mental. Para aproveitarmos a vida e as experiências de que podemos desfrutar, temos de estar a cem por cento, estar bem fisicamente e, também, mentalmente. Se mentalmente não estamos lá, nada se aproveita.
O quotidiano (rotina), por vezes, pode ser stressante e cansativo, porém, para isso não afetar a nossa saúde, temos de desabafar, pois, ao ir acumulando, é cada vez pior. Para se melhorar, por vezes, temos de contar com a ajuda dos amigos e dos familiares. Depressão e ansiedade são uma das doenças mais comuns nos jovens, hoje em dia, mas nem só.
É importante cuidar da saúde mental, pois essa, se não for tratada, também pode levar à morte, ao suicídio, o que é fatal. Todos devemos ter a saúde mental em dia, tal como a física.

Mariana Furtado, 9.º C


           TEXTO 2

No meu ponto de vista, a saúde mental é muito importante e devemos abordá-la mais vezes.

A saúde mental pode afetar-nos emocionalmente e fisicamente e também o nosso comportamento e pensamentos. Portanto, é muito importante cuidar dela e saber mais sobre o tema.
Várias pessoas dizem que, se estás “mal”, deves ires ao médico e eles “curam-te”, o que não é totalmente verdade. Há casos em que sim, é necessário o especialista acompanhar a tua saúde mental, em casos mais sérios, de depressão, bipolaridade, ansiedade, entre outros. Contudo, há hábitos e rotinas que ajudam a melhorar a nossa saúde mental, como a nossa alimentação, o exercício físico, conversar e passar tempo com pessoas de que gostamos… Tudo isto pode ajudar a nossa saúde mental.
Outro ponto que acho importante é o nosso dever de ajudar para que outras pessoas fiquem cientes sobre esse assunto, em meios televisivos, jornais, cartazes, redes sociais, entre outros, pois assim mais pessoas irão cuidar melhor da sua saúde e também poderão ajudar outras pessoas.
Em suma, todas as pessoas deveriam saber que a saúde mental é muito importante e que influencia várias funcionalidades do corpo e que há casos em que, muitas vezes, as pessoas podem ajudar-se umas às outras para combater doenças da saúde mental, como a depressão e a ansiedade.

Beatriz Petreques, 9.º C

           TEXTO 3

No meu ponto de vista, é extremamente importante ter saúde mental, pois a saúde não se define apenas pela parte física. Para termos uma vida equilibrada e com saúde, devemos dar importância à diferença que a saúde mental faz na nossa vida.

Acho que devemos fazer atividades que promovem a nossa saúde mental, pois, muitas das vezes, as pessoas dão mais importância à saúde física e a atividades físicas. O nosso bem-estar mental condiciona e influencia as nossas interações, o nosso estado de espírito e as nossas escolhas. Para alcançarmos o equilíbrio mental, acho que deveríamos, por exemplo, fazer meditação. A saúde mental, se estiver boa e saudável, vai dar-nos boas interações, um estilo de vida feliz e um bem-estar geral. Acho que deveria haver mais campanhas para nos sensibilizar sobre a saúde mental e a sua importância no nosso dia a dia.
Em conclusão, acho a saúde mental muito importante para nós, e ela não deve ser “esquecida”, ou um fator menos importante, pois condiciona a nossa saúde em geral. O nosso estado de saúde mental vai afetar muito a nossa vida no quotidiano, então, devemos fazer atividades que a promovem.

Maria Inês Costa, 9.º C

TEXTO 4

Na minha opinião, é indispensável mantermos uma boa saúde mental para viver em plenitude.

As pessoas que não apresentam uma boa saúde mental são limitadas na sua felicidade. Muitas delas nem sequer têm acesso à felicidade. Por exemplo, as pessoas que sofrem de depressão, muitas vezes, não têm tanto acesso à felicidade e nem da mesma maneira que as pessoas que não sofrem de depressão.
Para além disso, aqueles que sofrem de problemas mentais, geralmente, são limitados nas suas liberdades e, em casos extremos, perdem o direito de dirigir as suas vidas da maneira que querem. Por exemplo, alguns casos complicados de pacientes de clínicas de saúde mental não podem fazer o que querem e têm de se submeter a um modo de vida restritivo. 
Por fim, algumas pessoas que sofrem de uma má saúde mental tomam decisões inadequadas e acabam por se meter em situações complicadas. As pessoas que sofrem de ansiedade e que ingerem substâncias ilegais, geralmente, não são totalmente felizes.
Em conclusão, é necessário viver com boa saúde mental para poder beneficiar da vida totalmente. E as pessoas que sofrem por falta de saúde mental não devem ser julgadas e devem ser ajudadas.

 Léo Nouinde 9.º C. 

TEXTO 5

Hoje em dia, há cada vez mais pessoas que falam sobre a importância da saúde mental, e isso é bom, pois a saúde mental não é, de maneira alguma, menos importante que o bem-estar físico. Algumas pessoas podem pensar que, se alguém está fisicamente bem, então não tem muitos problemas, não vai morrer, mas, na verdade, isso pode acontecer.

A saúde mental e a saúde física andam de mãos dadas. Penso que, se algum destes bem-estares não estiver em ordem, então, a probabilidade de o outro não estar em boas condições eleva-se bastante. Imaginemos que o nosso cãozinho adorado morreu. Choramos muito e ficamos com depressão. A depressão afeta a nossa vontade de ir passear à rua, o que provoca a imobilidade. Passamos a ter uma vida sedentária e ficamos doentes, com problemas cardiovasculares. Também pode ser ao contrário. Vamos imaginar que partimos um pé e amamos jogar futebol, mas, com o pé partido, sabemos que não vamos conseguir jogar durante muito tempo e isso faz-nos entrar em depressão.
Há também muitos casos de loucura em que o doente não só se afeta a si próprio, mas também as pessoas à sua volta, o que pode acabar em homicídio.
A instabilidade mental, muitas vezes, é fatal para milhares de pessoas. Há mais probabilidades de um doente mental atacar do que uma pessoa que consegue controlar-se.
Assim sendo, podemos concluir que a saúde mental é muito importante e que devemos prestar-lhe atenção. 

Kamila Frolova 9.º C

 NOTA: Textos produzidos em contexto de sala de aula, para avaliação sumativa, na disciplina de Português.