sexta-feira, 24 de maio de 2024

+ CIÊNCIA ON - QUESTÃO 34

 NOTAS PRÉVIAS

Sabias que as penas das aves desempenham funções variadíssimas?

O revestimento das aves é pele com penas que se formam a partir da sua epiderme.

A cor e o tamanho das penas é muito variável nas aves.

As penas das aves desempenham uma série de funções vitais que contribuem para a sua sobrevivência e sucesso no ambiente em que vivem: ajudam no voo, no isolamento térmico (mantêm uma temperatura corporal estável), no isolamento do ar e da água, na camuflagem e na atração sexual.

QUESTÃO



PRESTA ATENÇÃO 

Faz uma pesquisa sobre o assunto, de acordo com as indicações que o teu professor te transmitiu.

Responde à questão no formulário que te disponibilizamos. Para isso, clica aqui.


quarta-feira, 22 de maio de 2024

PROBLEMATIK 35 - OS FILHOS DO CASAL MARTINS

MAIO é o mês da família, tema em que se baseou o  PROBLEMATIK deste mês e que convidamos os nossos alunos a realizar com a colaboração da família.

Exige alguma capacidade de concentração e um bom raciocínio, mas, bem vistas as coisas, até é relativamente FÁCIL!

Vamos a isso?
_____________________________________________________________________

O casal Martins tem vários filhos. Cada filha tem o mesmo número de irmãos e irmãs, e cada filho tem duas vezes mais irmãs do que irmãos. 

Quantos filhos e filhas existem na família?

________________________________________________________________


Achas que chegaste à resposta correta? Queres confirmar? 

Preenche, então, o formulário que te disponibilizamos aqui.

 

segunda-feira, 20 de maio de 2024

SELO CURIOSO 33 - HISTÓRIA (D. DINIS)

  

O selo que hoje se publica é mais um exemplar da coleção à guarda da Biblioteca Escolar, desta feita um selo de D. Dinis, que, segundo Kullberg, faz parte da emissão «Reis de Portugal da 1.ª dinastia», tendo circulado de 17 de março de 1955 a 1 de novembro de 1958. O desenho é de António Lino, com gravura de Robert Godbehar Bradburey Wilkinson & C.ª de Londres. 

Este exemplar leva-nos a recordar um pouco da História de Portugal. 

O rei D. Dinis, filho do rei D. Afonso III e de D. Beatriz de Castela, subiu ao trono de Portugal em 1279 e reinou durante 46 anos. Casou com D. Isabel de Aragão, a Rainha Santa, e juntos tiveram dois filhos: D. Constança e D. Afonso, o herdeiro da coroa. Além disso, foi pai de mais seis filhos bastardos.
Quando D. Dinis herdou o trono, a reconquista do território já estava concluída. Vivia-se um período de maior estabilidade, mas só em 1297, com a assinatura do Tratado de Alcanizes, é que ficaram definidas as fronteiras de Portugal.
Foi uma época de centralização do poder real, em que a coroa estava em divergência com o clero por ter usurpado propriedades do rei. D. Dinis recorreu, várias vezes, a Inquirições para recuperar essas terras ou retirar privilégios que limitassem a autoridade do rei. 
D. Dinis foi um administrador hábil. Promoveu o desenvolvimento da economia, dando impulso à agricultura, através de medidas que contribuíram para o seu desenvolvimento e para o melhor aproveitamento das terras. Mandou enxugar terrenos alagadiços e plantar arvoredo, nomeadamente pinheiros mansos, criando o famoso Pinhal de Leiria. Por ter tomado medidas de incentivo e apoio à agricultura, foi-lhe atribuído o cognome «O Lavrador»
Também incrementou o comércio interno, desenvolvendo as feiras e criando feiras francas (isentas do pagamento de impostos).  No comércio externo, promoveu as exportações de produtos agrícolas, sal e peixe salgado, em troca de minerais e tecidos. Fez tratados de comércio com Inglaterra. Protegeu também a atividade pesqueira, instituiu a marinha e promoveu a atividade mineira, com a exploração das minas de prata, ferro, estanho e enxofre. Percorreu cidades e vilas, reparou e fundou burgos e castelos.
Foi, ainda, um grande impulsionador da cultura, ordenou que os documentos oficiais passassem a ser escritos em língua portuguesa, em substituição do latim. No seu reinado, o pergaminho foi substituído pelo papel. 
Em 1286, iniciou-se o ensino da Teologia em Portugal. Em 1290, fundou a primeira Universidade em Lisboa, os Estudos Gerais, onde se lecionava as disciplinas de Direito Civil, Canónico e Medicina. Também mandou traduzir obras de História e de Direito.
D. Dinis amava a música, as artes e foi poeta, escreveu Cantigas de Amigo e Cantigas de Amor.  A sua corte foi, naquele tempo, um dos centros culturais mais destacados da Europa.


Referências:

Infopédia. D. Dinis. Retirado de https://www.infopedia.pt/artigos/$d.-dinis.
Kullberg, C. (2006). Selos de Portugal, Album III, (1954/1970). Retirado de https://www.fep.up.pt/docentes/cpimenta/lazer/html/ebook/bfd006_p.pdf

O Portal da História. (2015). Reis, Rainhas e Presidentes de Portugal - D. Dinis. Retirado de https://www.arqnet.pt/portal/portugal/temashistoria/dinis.html

RTP Ensina. (2003). A política de alianças de D. Dinis. Retirado de https://ensina.rtp.pt/artigo/d-dinis-1261-1325/

Serrão, J. (Dir.). (1971). Dicionário de História de Portugal. (Vol. I, pp.815-816). Lisboa: Iniciativas Editoriais.

Trabalho produzido pela Professora Conceição Windle.


terça-feira, 14 de maio de 2024

«MOMENTOS DE LEITURA» 2024: QUE FINAL INESQUECÍVEL!

O pequeno auditório do TEMPO (Teatro Municipal de Portimão) encheu totalmente, no passado dia 11 de maio, para acolher a final da 12.ª edição do Concurso «Momentos de Leitura», uma iniciativa das bibliotecas escolares e públicas dos concelhos de Portimão e Monchique, que visa promover a leitura em voz alta e estimular o gosto pela poesia.

Dedicada à poesia de intervenção, no âmbito do cinquentenário da Revolução dos Cravos, a edição do corrente ano proporcionou momentos ímpares de cumplicidade entre leitores e assistência, que se sentiram tanto nos silêncios emotivos que acompanharam a leitura de cada poema, quanto nos aplausos efusivos que se seguiram às prestações dos jovens leitores. Afinal, estavam ali, reunidos, os melhores leitores de cada ciclo de todos os agrupamentos de escolas dos concelhos de Portimão e Monchique. E não houve nem boas nem más leituras. Houve, sim, e apenas, leituras extraordinárias!

As nossas finalistas, as nossas três meninas, representaram o Agrupamento de Escolas de Monchique de forma exemplar, oferecendo-nos três fantásticas leituras dos poemas «25 de Abril», de Luísa Ducla Soares, «As Mãos», de Manuel Alegre, e «Letra para um Hino», também de Manuel Alegre, e arrecadaram dois dos prémios a concurso: a Gabriela Susana Marques, do 4.º ano da Escola EB1 n.º 1, classificou-se em 1.º lugar na categoria do 1.º ciclo; a Anita Martins Pereira, do 6.º A, obteve o 2.º lugar na categoria do 2.º ciclo.

A nossa representante do 1.º ciclo
Gabriela Susana Marques, 4.º ano, Escola EB1 n.º 1
A nossa representante do 2.º ciclo
Anita Pereira, 6.º A, Escola Básica Manuel do Nascimento
A nossa representante do 3.º ciclo
Margarida Lima António, 7.º A, Escola Básica Manuel do Nascimento

A biblioteca escolar agradece às três meninas pelo entusiasmo, pela responsabilidade (enorme e notória responsabilidade) e pelo empenho que dedicaram a este desafio e por representarem tão bem o nosso agrupamento de escolas.

Parabéns, meninas!

E, claro, parabéns a todos os meninos e meninas que, não tendo chegado à final, tiveram a vontade e a coragem de participar neste concurso.

De Monchique vai também um agradecimento especial à equipa da Biblioteca Municipal de Portimão pela organização irrepreensível do evento.


GALERIA DE FOTOS:

Vista geral da assistência

Entrega de prémios

As finalistas com elementos da equipa da BE

domingo, 5 de maio de 2024

DIA MUNIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA 2024

Imagem retirada de: https://www.rbe.mec.pt/np4/%7B$clientServletPath%7D/?newsId=818&fileName=infografico_2024.pdf
 
Assinala-se hoje, dia 5 de maio, o DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA, uma data instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) a 25 de novembro de 2019 e que foi comemorada pela primeira vez em 2020.

Desde então, o Agrupamento de Escolas de Monchique tem-se associado às comemorações desta data, estabelecendo contactos com alunos de escolas de diferentes partes do mundo onde se fala ou ensina a língua portuguesa, com o propósito de afirmar a nossa língua, a quarta língua materna mais falada no mundo, como plataforma global de entendimento.

No corrente ano letivo, a troca de correspondência fez-se (e ainda está em curso) entre a turma A do 7.º ano (e alguns alunos da turma C), sob a orientação da professora Carla Monteiro, e alunos da turma de Português 3 da Milford High School, nos Estados Unidos da Améria, sob a orientação da professora Vânia Magalhães.

A este propósito convidamos os nossos leitores a ouvirem poemas de autores portugueses na voz de três alunos dessa escola americana, revisitando algumas das páginas do nosso blogue. Para isso, basta clicar sobre o título do poema no Genially que se segue.

sábado, 4 de maio de 2024

CONCURSO «MOMENTOS DE LEITURA 2024»: FINALISTAS SELECIONADOS


Já foram selecionados os três alunos que representarão o Agrupamento de Escolas de Monchique na final do Concurso «Momentos de Leitura», que terá lugar no dia 11 de maio, a partir das 9h30, no pequeno auditório do TEMPO (Teatro Municipal de Portimão).

Não foi uma seleção nada fácil para o júri, particularmente no escalão do 2.º ciclo. No entanto, depois de ponderados todos os critérios em avaliação e debatidas as opiniões das várias juradas, apuraram-se os seguintes finalistas:

1.º CICLO
Gabriela Susana Marques - 4.º ano, turma D1, Escola Básica n.º 1 de Monchique

2.º CICLO
Anita Martins Pereira - 6.º ano, turma A, Escola Básica Manuel do Nascimento, Monchique

3.º CICLO
Margarida Lima António, 7.º ano, turma A, Escola Básica Manuel do Nascimento, Monchique

Pode obter mais informação sobre esta iniciativa aqui.