quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

"AUTO DA BARCA DO INFERNO" E "LUSÍADAS" LEVAM ALUNOS A LISBOA

 
O Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, continua a ser estudado no 9º ano de escolaridade. Sendo um texto dramático, o estudo desta obra será, seguramente, mais eficaz se a leitura e a exploração de texto forem reforçadas pela assistência à sua representação teatral.
É neste pressuposto que, todos os anos, a Biblioteca Escolar e o Departamento de Línguas do nosso Agrupamento de Escolas propõem para o Plano Anual de Atividades uma deslocação a Lisboa para assistência à representação desta peça pela Companhia de Teatro "O Sonho", um grupo que prima pela excelente qualidade dos espetáculos que apresenta. A propriedade dos textos, a movimentação cénica, o jogo de luzes e de sons, o guarda-roupa, a intertextualidade, associados a uma constante interação com a plateia, captam, ao longo de 75 minutos, a atenção e o envolvimento dos vários grupos escolares que preenchem a totalidade da sala. 
 
Procurando aproveitar, ao máximo, esta deslocação a Lisboa, os alunos tiveram ainda a oportunidade de visitar a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, orientados pelas oportunas intervenções da professora de História que, no corrente ano, associou o Departamento de Ciências Sociais e Humanas a esta visita de estudo.
Como não podia deixar de ser, os túmulos de Camões e de Vasco da Gama e todo o espaço envolvente  serviram de pretexto para se recordarem alguns dos episódios de Os Lusíadas.
 
A gente da cidade, aquele dia
(Uns por amigos, outros por parentes,
Outros por ver somente) concorria,
Saudosos na vista e descontentes.
E nós, co a virtuosa companhia
De mil religiosos diligentes,
Em procissão solene, a Deus orando,
Pera os batéis viemos caminhando.
                                 Canto IV, estrofe 88 ("Despedidas em Belém")
  

domingo, 24 de fevereiro de 2013

UMA EDIÇÃO MUITO ESPECIAL NA RÁDIO FÓIA

A rubrica "Um Livro por Semana" continua a cativar muitos dos nossos alunos, que se predispõem a apresentar um livro da sua preferência aos microfones da rádio local.
O Manuel Gregório, da turma B do 5º ano, já várias vezes nos tinha manifestado o seu desejo de participar nesta atividade. Sendo um discente que beneficia de um acompanhamento diferenciado, a professora do Ensino Especial considerou que a sua deslocação à Rádio Fóia poderia ser muito significativa e disponibilizou-se para trabalhar uma obra com o aluno, tarefa a que a família também se associou.
Preparada a obra devidamente, na passada quinta-feira, o Manuel chegou, entusiasmadíssimo, às instalações da nossa rádio, acompanhado pela professora Carla Soares, a fim de fazer a apresentação da obra Porque é que os animais não conduzem?, de Pedro Seromenho.
O Manuel não leu, mas explicou tudo direitinho e todos ficámos a saber por que razão a girafa e o canguru e o polvo e o caranguejo e a zebra e todos os outros animais não conduzem.
 
A jornalista Idalete Marques aproveitou a presença da professora da Educação Especial em estúdio para a questionar, em direto, sobre esta modalidade de ensino e sobre o trabalho que é desenvolvido com os alunos e com as famílias.
As respostas da professora Carla Soares foram esclarecedoras, claras e precisas  e os ouvintes do Expresso da Tarde ficaram, seguramente, bem informados sobre o que de melhor se faz no nosso Agrupamento de Escolas.

"À RODA DOS LIVROS" ESTREIA NO 2º CICLO


A atividade "À Roda dos Livros", prevista para o 3º ciclo, foi desenvolvida, pela primeira vez, com uma turma do 2º ciclo na passada sexta-feira. Suplantando todas as expetativas, a turma B do 5º ano encarou com coragem e responsabilidade o desafio que lhe foi feito e, ao longo de 45 minutos, vários alunos assumiram a tarefa de fazer a apresentação de um livro, condicionados pela obrigatoriedade de recontar um episódio que, de algum modo, se pudesse relacionar com uma palavra sorteada no momento. Tesouro, calma, sol, cooperação, verde, deceção, estas foram algumas das palavras que os alunos tiveram de integrar no seu discurso e, de um modo geral, saíram-se muito bem.
A turma acompanhava atentamente cada intervenção e todos os alunos se envolveram posteriormente num processo de heteroavaliação, apreciando a pertinência das apresentações e a qualidade do discurso. 
Feito o somatório das classificações atribuídas pelos alunos, apuraram-se três vencedores:
1º lugar - Joana Lopes (75 pontos);
2º lugar - Pedro Dinis e Manuel Gregório (72 pontos).
Infelizmente, o tempo não permitiu que todos os alunos pudessem intervir, mas aqui fica a promessa de, muito em breve, se repetir a atividade.


sábado, 16 de fevereiro de 2013

O QUE É QUE O GALO DA VELHA LUCIANA TEM A VER COM UMA AVENTURA NO ALGARVE?

 O galo da velha Luciana e Uma aventura no Algarve foram as obras  apresentadas nas duas últimas edições de "Um Livro por Semana". Duas obras diferentes apresentadas por alunos de anos e de ciclos diferentes.
No passado dia 7 do corrente mês, o Leonardo Silva, que frequenta o 3º ano na Escola EB 1 nº 2,  chegou às instalações da Rádio Fóia com uma bela história de António Mota e contou aos ouvintes da nossa rádio local as vivências de um frango feio, careca e mudo, hostilizado por todos, incluindo a própria dona, que acaba por se tornar num herói e num garboso galo.
O Leonardo  presenteou a audiência com a leitura correta e expressiva de vários excertos desta obra e explicou  todos os pormenores da história com entusiasmo e pertinência.
No final, não faltaram os beijinhos para a família, para os colegas (com particular destaque para a Anita) e para o professor, que o Leonardo considera "o melhor professor do mundo".


No dia 14, a Joana Lopes, seguindo o exemplo dos seus colegas de turma (5º B), optou por mais um título da coleção "Uma Aventura" e lançou-se numa leitura fluente, expressiva e desenvolta das primeiras páginas do 12º volume,  conferindo entoação e vivacidade aos diálogos e aos diferentes tipos de frase.
Foi o suficiente para percebermos que os cinco jovens protagonistas desta coleção "estavam de malas aviadas" para o Algarve.
No entanto, e contrariamente ao que seria expectável numa estadia à beira-mar, estas não foram umas férias muito pacatas, a julgar pelas peripécias que a Joana nos relatou.
Questionada sobre o seu interesse por esta coleção, a nossa jovem leitora revelou gostar muito de aventuras e admitiu ser aventureira. No futuro, a Joana gostaria de ser hospedeira de bordo, pois adora andar de avião, ou engenheira informática, como o pai. Qual destas profissões exigirá maior espírito aventureiro? O que é um facto é que o seu gosto pela leitura a poderá ajudar a desenvolver competências que lhe facilitarão a concretização das suas ambições.



CORAÇÕES PÕEM BIBLIOTECA A PULSAR

Na passada sexta-feira, à hora do almoço, quem entrava na nossa Biblioteca Escolar via-a, pela primeira vez, de coração aberto, literalmente falando.
É óbvio que não era um coração  real, mas mais de uma dezena de corações tridimensionais, talhados em diferentes materiais por vários alunos do 6º ano, com ajuda de familiares.
Madeira, esferovite, plasticina, esponja, barro, massapão, rede, massa de papel, cartolina ... tudo serviu para dar forma a corações inanimados cujo objetivo principal é explicar como funciona o coração humano.
Espalhada a notícia de que havia vários corações abertos na BE (e ainda no rescaldo do Dia dos Namorados), percebe-se o corrupio que se gerou escadas acima.
E a visita promete! De forma rápida e motivadora, qualquer visitante poderá, agora, compreender o pulsar do nosso coração!




video

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

DIA DOS NAMORADOS

A Escola EB 2,3 de Monchique assinalou o Dia dos Namorados, trocando frases poéticas por doces corações, numa iniciativa do PCA e da sua Diretora de Turma.
Registadas em pequenos corações coloridos, as frases (em diferentes línguas) foram afixadas num painel e, posteriormente, um grupo de professores debateu-se com a árdua tarefa de selecionar a frase mais original, mais intensa e mais expressiva. Não foi NADA fácil!



 Aqui ficam algumas das melhores frases:
"O meu amor por ti é natural como o canto doce e alegre dos pássaros, como as fortes correntes deslizando até cascatas e como o sussurro inquieto das brisas matinais de inverno." (Frase vencedora  -  José Maria Marques - 8ºC)
"Aproveita o momento e dá valor a quem amas e a quem te ama!" "Carpe Diem"
"O amor é o motor da vida."
"Love is blind. You don't choose the one you love."
"O amor é uma loucura para a qual não há cura."
"Une rose pour un jour et toi pour toujours."
"O amor é louco! Por muito que se ame sabe sempre a pouco!

A Turma A do 9º ano também foi convidada a produzir algumas frases, mas com a obrigatoriedade de serem incluídos elementos relacionados com a disciplina de Física e Química.
E o resultado foi explosivo!

"A química que há entre nós faz-me explodir o coração." (Diogo Alves)
"Sem química não pode existir física no nosso amor." (Mário Fernando)
"Quando não há física no amor, não há faísca." (anónimo)
"Quando estou contigo, estou a levitar, não há atrito." (Diogo Alves)
"A eletricidade do meu coração não funciona sem o teu amor." (anónimo)
"A eletricidade do meu coração faz faísca e há combustão." (Diogo Alves)
"O amor é como o trator, precisa de combustível e de um motor." (anónimo)

Se também é poeta, vá a COMENTÁRIOS  e deixe-nos uma frase.     

domingo, 10 de fevereiro de 2013

DESFILE DE CARNAVAL PINTA AS RUAS DE COR E ALEGRIA

No passado dia 8 de fevereiro, a vila de Monchique pintou-se com as cores da alegria, da diversão e da animação, ao assistir ao Desfile de Carnaval que envolveu crianças de todas as escolas do nosso Agrupamento.
A criatividade fez parceria com a habilidade e os grupos voltaram a surpreender a população que se juntou nas principais artérias da vila.

 
  
 
 
 
 
 
O espírito carnavalesco, a boa disposição e a imaginação contagiaram muitas mães, que se revelaram exímias estilistas na produção dos seus próprios trajes, a condizer com os fatos dos "filhotes".



 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

STEINBECK NA RÁDIO FÓIA



A Pérola, de John Steinbeck, é uma das obras recomendadas nas Metas de Português para leitura orientada no 9º ano. Antecipando a obrigatoriedade da aplicação deste normativo no próximo ano letivo, o Departamento de Línguas do nosso Agrupamento de Escolas decidiu começar já a trabalhar esta magnífica obra do escritor americano distinguido com o Prémio Nobel da Literatura no ano de 1962.
Sendo uma excelente sugestão de leitura, a Biblioteca Escolar convidou três alunos da turma B do 9º ano para fazerem a apresentação desta obra na Rádio Fóia, na rubrica semanal "Um Livro por Semana".  Embora mais nervosos do que os seus colegas do 1º e 2º ciclos, os três jovens colocaram a audiência a par das ideias fulcrais da narrativa e foram extremamente criteriosos na seleção do excerto que leram, em direto, para os ouvintes da "Voz mais alta do sul de Portugal". Quem poderá ficar insensível ao drama de Kino, quando este percebe que o seu filho, ainda bebé, está prestes a ser picado por um escorpião?
No final, os jovens aproveitaram a oportunidade para convidarem a população a comparecer num baile de Carnaval, que terá lugar no dia 8 de fevereiro, no polivalente da Escola EB 2,3, entre as 20h30 e as 24h30, cujos lucros reverterão para a organização de uma visita de estudo ao Porto.