terça-feira, 17 de novembro de 2009

MATEMÁTICA E POESIA RIMAM EM HARMONIA!

Quem disse que MATEMÁTICA e POESIA não rimam em harmonia?
Que o perguntem à turma C do 5º ano e aos professores Laura Mexia e José Moeda!
Ora, vejam:
OS POLÍGONOS E A RIMA

O triângulo é a forma
Da base do meu chapéu,
Tem um vértice tão alto
Que chega até ao céu.
__
O meu quadrado é
Um polígono regular,
Vamos lá olhar para ele
E os seus lados contar.
__
Eu vejo a forma de um rectângulo
No quadro, na mesa e na estante,
Saber como ele é
É muito importante.
__
De frente, a minha casa é um pentágono
Lados e vértices são cinco,
No seu jardim corro e salto
E com o meu cãozinho brinco.
__
O meu hexágono tem seis lados
É laranjinha às bolinhas.
É a forma da minha mesa,
Onde como batatinhas.
__
O meu círculo é redondinho,
Redondinho como o Sol,
Vejo-o em Monchique,
Sines e Almourol.
Margarida Chalupa - 5ºC

4 comentários:

smith fragata disse...

lindo.

Anónimo disse...

Fantástico..

Beijos...

Jorge, Beth, Gui e Lucas Chalupa

Anónimo disse...

Gostei muito do teu poema.
Estou muito orgulhosa da minha neta.
Lourdes Stoffel

Vítor Paulo disse...

O Algarve é, como todos sabemos, terra de poetas. Embora esta pequena (só na idade) poetisa seja descendente de angolanos honra-nos a todos incluindo o António Aleixo.
Parabéns e beijos do
Vítor Barata